top of page
  • Writer's pictureMarina Vergueiro

Poema_Gêmeo Evanescente



Quando você se revelou

Eu te senti completo

Inteiro

Peça por peça

Te reconheci às pressas

Me vi mais eu

Ao descobrir você


(o luto dura uma vida

pra quem não olha no olho do umbigo)


Te vi irmão

Cordão

Roupa de abrigo

Meu estado de buda

Meu patuá

Meu guarda-chuva

Meu parsa

Minha dupla

Casas geminadas são universos paralelos

Mas eu te segurei pelos cabelos

Fígado

Poros

Pelos

Eu preciso afrouxar os dedos

Desapegar do vazio

Das culpas

Dos medos

De você, meu melhor segredo.


38 views0 comments

Comments


bottom of page